domingo, 10 de outubro de 2010

História de uma Vida



3ºCapitulo

... Foi com doze anos que os meus pais me deixaram ir com o meu avô ao Minho terra natal dos meus pais.
Foram três meses que passaram a voar, eu vindimei,malhei feijão, apanhei milho, participei de desfolhadas,dançei o vira, cortei feno, lavei roupa no rio, fiz pão de milho, participei num casamento, passeei gado, enfim fui tão feliz que para regressar foi mesmo por intimato, ou vinha naquele fim de semana ou então viria no outro mas a mal e acompanhada com reforços que viriam de Lisboa, claro que eu regressei de "livre vontade " com o meu avô.E foi assim que eu passei um dos melhores Verões de toda a minha vida.
Com abertura do novo ano escolar 74/75 vou frequentar o 3ºano do curso comercial, na Escola Comercial Ferreira Borges na dependência perto do Calvário (um antigo palacete) e é a partir desse ano que a minha vida começou a remar para outros rios.
Parece que foi ontem, tinha o nºcem sentei-me meio timida meio envergonhada numa das mesas mais ao fundo, porque não conhecia ninguém, uns falavam das férias outros davam-se a conhecer e eu continuava ali só, sentada entretida a fazer os meus cubos na sebenta que leva para tirar alguns apontamentos.
Ao segundo dia de aulas senti que alguém resolveu ser minha companhia de carteira e curiosa olhei para o lado e foi como tivesse recebido um troféu, finalmente iria ter companhia e ainda por cima de um rapaz.
não fiquem espantados pois eu não era muito popular entre as raparigas quanto mais com os rapazes, bem nesse tempo claro era muito pacata.
O tempo foi correndo e até que um dia me encontrei com o colega de carteirano percurso casa escola, pois andavamos muito a pé.
Claro que ele meteu conversa e fiquei a saber que ele morava perto de mim e ele combinou que na volta me diria onde morava.
Na volta quado me disse que morava na porta que tinha o degrau no passeio eu fiquei aparvalhada e disse:-não podes morar ali , porque mora o senhor Ed que é muito meu amigo e ele tem dois filhos crescidos, com risos à mistura ele lá foi dizendo que também era filho do senhor Ed.
Coisas da vida um senhor que era dono de uma das mercearias da rua e do qual eu gostava tanto era pai de um colega meu, que irá ser muito importante na minha vida...


Xunandinha (continua)

15 comentários:

M. Céu Fernandes disse...

Olá minha querida.
Tudo bem?
Passei para desejar uma boa semana e deixar um beijinho!
M. Céu

VELOSO disse...

Eu também continuo aguardando a continuação!

Daniel Hiver disse...

Que bela história amiga!!! É o tipo de coisa que vai se lendo e nem se percebe, de tão gostoso e leve que é.

E, antes que esueça, obrigado pelo comentário ao final de minha entrevista no espaço aberto.

E aquilo que fiz foi num completo arroubo de raiva...

Os comentários eram altamente ofensivos e de mau gosto.

Reagi dessa forma e aprendi lições.

Glorinha L de Lion disse...

Fiquei curiosa...será que casastes com ele? hehe vou aguardar os próximos capítulos. beijos.

Glorinha L de Lion disse...

Fiquei curiosa...será que casastes com ele? hehe vou aguardar os próximos capítulos. beijos.

Vanessa Guerra disse...

que historia querida.. beijocas enormes

Mariangela Maciel disse...

Oi amiga
Obrigada pela visita e pode copiar a vontade, tudo que vc gostar...
Beijinhos^_^

Sandra disse...

Agradeço o seu carinho no blog da Curiosa. Como é bom receber amigos em casa. Fico muito feliz com a sua presença.
Obrigada pela força na minha viagem. Fiquei super feliz.
Carinhosamente,
Sandra

Amigos são PRESENTES, que recebemos a todos os dias.
Obrigada pelo seu carinho e atenção.
Um grande abraço...

Espaço Aberto disse...

Olá...
Hoje convidamos você para fazer uma profunda reflexão em nosso blog. Ao ler o texto da nossa amiga Déia e responder a pergunta final: “E para você? Sua vida tem raros momentos de recomeço? Ou você aproveita as rupturas e entra, quando necessário, em uma nova estrada?”
Esperamos a sua participação.
Receba o nosso abraço carinhoso

Espaço Aberto disse...

É sempre muito bom receber os amigos em nosso Espaço Aberto. A manifestação de todos sobre o texto da Déia, trouxe muita emoção para todos nós. E só temos a agradecer a sua participação nesse momento tão rico.
Uma nova postagem aguarda a sua apreciação!
Tenha um ótimo final de semana e até breve!

Jud disse...

Olá,
Espero o próximo capítulo...
Beijo, bom fim de semana e grata pela visita!
Jud-artes

Kristal disse...

Ola querida, mto obg pela visitinha e pelo comentario.Adorei seu blog. Bjs e bom fds.

APO (Bem-Trapilho) disse...

hummm que rumo interessante que a tua vida estava a tomar nesta época. Devo dizer-te que tens alguns pontos em comum comigo, eu tb estudei nessa escola, quando já não era escola comercial mas sim Escola Secundária,e pelo que dizes já não era nas mesmas instalações. a minha era no Alto de Santo Amaro.
e antevejo romance com esse coleguinha, certo? :)
bjinhos

Glorinha L de Lion disse...

Oi , vais fazer uma cirurgia? Espero que não seja nada de grave.
Estou pensando em fazer a blogagem quinzenal. Assim, dá pra fazer com mais tranquilidade...o que achas dessa ideia que me deram?
Boa sorte, tudo de bom! beijos.

Bombom disse...

Xunandinha, estive fora e só agora consegui fazer-te uma visita mais demorada. Tenho apreciado todos os capítulos desta tua história verdadeira e continuo curiosa e à espera de mais! Bjs. Bombom