sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

# 52 de Gratidão com Elaine Gaspareto



                                          # 52 Semanas de Gratidão



 

                                                                   VIII Semana

Quando meu 1º filho nasceu o pai não quis que fosse batizado pela igreja Católica, dizia que o filho quando falasse que lhe pedisse, com 14 anos o Paulo decidiu que queria ser batizado e que queria aproveitar e fazer a  1ª Comunhão e foi ele próprio que escolheu os seus padrinhos, mais tarde com 26 anos casou pela igreja Católica e batizou o seu filho.
Quando o meu 2ºfilho nasceu o Flávio, foi o pai que escolheu e para meu desagrado,pois não queria que o meu filho tivesse padrinhos ausentes , mas optou pelos familiares imigrantes, fiquei um pouco triste pois acho que os padrinhos são pessoas especiais e que um dia serão capazes de ajudar na sua educação, o certo é que os padrinhos só lhe davam presentes, mas saber o seu gosto estavam longe e isso não era importante.
Quis Deus que tivesse um 3º Filho e aí pensei que estava na hora de fazer o" gosto ao dedo" falei com meu esposo e ele compreendeu  que seriam uns bons padrinhos,houve várias pessoas a perguntar se já tinha padrinhos ao qual respondia sempre que sim. Depois da Joana nascer comecei por tratar dos meios legais para começar a alinhavar o Batismo ,até que aos 2 meses pedi para os padrinhos( que não sabiam que já do Flávio eram os eleitos) irem até lá a casa.
Até que lhes pedi se gostavam de ser padrinhos da Joana, eles com lágrimas nos olhos responderam que não lhe podiam dar luxo, ao qual respondi que eu sabia a condição , mas que teríamos imenso gosto, pois queríamos uns padrinhos para a vida e não para presentes ao qual aceitaram prontamente.Sou grata pelos padrinhos que a minha filha tem, enquanto era pequena vinham ao fim de semana dar o almoço, vai passar uns tempos com os padrinhos e regularmente se visitam, por essa oportunidade que Deus me deu estou eternamente Grata e sinto uma Gratidão imensa por sermos comadres e padrinhos ao mesmo tempo pois escolhi-os como meus padrinhos de casamento.
                                                                   Os três irmãos













2 comentários:

✿ chica disse...

Lindo ,momento de gratidão e padrinhos ,realmente, deveriam ser pra vida, não só pra foto,rs...bjs, chica

Roselia Bezerra disse...

Boa noite querida amiga Xunandinha!
Temos tantas coisas em comum até nos padrinhos dos filhos... Tanto no primeiro como no segundo foram os mais próximos das duas partes e não resultou muito mas a filha teve também os irmãos como padrinhos de Batismo e de Crisma... foi uma verdadeira bênção!
Deus abençoe a nossa querida Joaninha! Que ela cresça em sabedoria e graça!
E a vc, dê saúde para saborear a blea criaçao que lhes deu, como mãe boa!
Bjm muito fraterno