sábado, 17 de março de 2012

Blogagem Coletiva 1ª fase Encantamento



Amor aos Pedaços


Nunca fui daquelas jovens que desde criança partilhou o amor com nenhum rapaz.
Era muito pacata, na altura as escolas não eram mistas o que dificultava a coisa e os meus pais não me deixavam brincar com outras crianças,daí esses namoros de meninos não tivessem acontecido comigo tão cedo.
só por volta dos 13anos conheci um rapaz, andava no 3ano do curso comercial da escola Ferreira Borges em Lisboa na dependência da Calçada da Tapada, um antigo palacete.
Não conhecia ninguém e sentei-me num lugar isolado, até que aquele rapaz veio sentar-se ao meu lado.
Logo na altura senti um pulo no coração,alguém se sentou ao meu lado e ainda por cima rapaz;pensei---até admira.
Não falávamos,mas eu tinha curiosidade em ver como ele era,aproveitava a entrada dele ou os meus atrasos,para reparar em certos aspectos e não havia dúvidas era interessante e falava muito bem,era o melhor aluno da turma.
Comecei a olhar para ele com outros olhos,mas sempre no meu silêncio.
Até que um dia vinha rua abaixo e senti alguém atrás a dar os bons dias, olhei para trás e fiquei branca e com a garganta seca e foi com esforço que me saíram os meus bons dias,toda eu tremelicava e já lá vinha outra pergunta.Moras para estes lados?eu moro na rua do Cruzeiro e tu?Então lá foi saindo que morava no Casalinho da Ajuda,...
depois de uns minutos de silêncio ele voltou à carga logo podemos vir juntos para casa,visto que moramos perto,eu abanei a cabeça porque um sim não saía tal era a felicidade que eu sentia por dentro.
Na volta quando me mostrou onde morava fiquei incrédula e aí tive que comentar,és filho do Sr Eduardo e eu não te conhecia...a partir daí andávamos sempre juntos no caminho e o meu amor cada vez era maior por ele....

7 comentários:

Orvalho do céu disse...

Olá, querida amiga Xunandinha

"Somente quem ama e se permite amar
é que detém o tesouro do
verdadeiro
AMOR!
(Kiro)

Mais uma emoção rola no ar... que maravilha poder contar com tanta gente impregnada de amor!!!
Encantada por assim dizer... Enamorada pela vida...
Amando o amor...
E pelo Amor sendo amada...

Que graciosa forma de se encantar!!!
Sintomas físicos para descrever o que ia em seu coração...
Que amor lindo que vc descreveu e puro como é típico no Encantamento...
Obrigada por sua carinhosa participação...

"Orvalhou o próprio Céu ante a face do Senhor"...
Bjm encantado e tenha uma noite amorizada.

Teresinha Ferreira disse...

Que amor lindo!!
Acho bacana as histórias de encantamentos que estou lendo nessa blogagem coletiva.
Muito bacana isso.
Tudo de bom.

RUTE disse...

Oi xunandinha,
adorei acompanhar sua timidez encantadora. Um caminhar para casa a dois, um vizinho desconhecido que se tornou numa grande paixão :)
Obrigada por estar conosco nesta maravilhosa coletiva.
Beijo além-mar.
Rute

Zilda Santiago disse...

Como se parecem as histórias de todas nós em matéria deste encantamento!!
Estou participando com dois blogs,tentando mostrar algo mais sobre a fase do encantamento comum a todas nós!!!http://zildasantiago.blogspot.com
http://rumoslibertadores.blogspot.com

Luma Rosa disse...

O primeiro amor, o primeiro enamorado...
A gente vai lendo e se lembrando dos bons tempos! Tempos em que os jovens não pulavam etapas e que todas elas eram vividas no seu tempo!
Obrigada pelo momento nostalgico, pela alegria em constatar que a beleza da vida reside nos momentos de pureza da alma. Obrigada também por participar da coletiva!!
Boa semana!! Beijus,

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
De todo o coração eu venho o agradecer o carinho e apoio, o qual foi fundamental para que eu chegasse a final da 6º Pena do Ouro, na Ostra Poesia., no Blog da Lindalva.
Mais uma vez venho pedir a voce o seu votinho para a minha poesia.
Sentindo a Vida
Para votar
Clik no link
http://ostra-da-poesia.blogspot.com.br/
Como votar
DIGITE O NOME DA POESIA E O LINK DO SEU BLOG
(é importante deixar o link para seu voto ser validado)
Desde já agradeço de todo o coração a seu apoio e votinho
Tenha um lindo dia coberto de muita paz e alegria
abraço amigo
Maria Alice

Socorro Melo disse...

Oi, Xunandinha!

Que encanto! Era essa simplicidade, essa ingenuidade nossa, essa pureza, que transformavam estes momentos em histórias inesquecíveis. Amei.

Beijos
Socorro Melo