sábado, 25 de setembro de 2010

Blogagem colectiva " Espaço Aberto"



São o meu viver
O meu equilibrio
A minha luz
A minha certeza de querer


A razão de sonhar
De ter e de saber
Por eles ter de lutar
P`ró vestir e o comer


São o meu tudo ou nada
Com ou sem razão
A maneira de sentir
um amor de coração


Por eles corro Mundo e trilhos,
Cega e cheia de paixão
Pois eles são meus 3 filhos
E deles não abro mão

refrão 2 vezes

Amor de mãe
Bate forte
Bate forte, mas não doi
Amor de mãe é para sempre
Nem a morte o destroi.

Este poema foi escrito para participar na blogagem colectiva do espaço aberto, o desafio é até ao dia 29 -09-10 fazer uma letra de canção de amor e dedicá-la a quem se ama .
Pois a letra aqui está e dedico aos meus 3 filhos pois são eles quem eu amo, mais que a mim própria.

domingo, 19 de setembro de 2010

História de uma Vida



2ºcapitulo

..Foram vezes sem conta as que perguntei, porque não podia ir visitar a minha mamã,e o qualquer dia da resposta que me davam, nunca veio.
No meio de tantas perguntas fui crescendo, como amigos tinha o Pedrito, um boneco que tinha sido o meu pai que comprou para enfeitar a cama e depois eu "herdei" e ainda hoje o guardo depois tinha a Maria Flauzina e o Zé Caracol,bonecos todos em plástico e que ainda "respiram",brinquedos isso era coisa que não tinha mas inventava brincadeiras com latas de sardinhas ,fazia balanças, as pedrinhas eram os pesos a terra era café´assim como ser açucar as folhas de plantas compridas eram peixes espada, enfim imaginação não faltava, era feliz nas brincadeiras, mas não gostava de ir à escola, pois apanhava muito da professora, os trabalhos iam sempre por fazer, porque a minha mãe achava que na escola é que se trabalhava em casa era para ajudar e dormir(e ela não podia ajudar ,não sabia ler).
Havia uma colega que por fim tentava ajudar antes das aulas iniciarem, então eu saia um pouco mais cedo do Parque das Necessidades ia ter com a colega Luxo e depois lá íamos para o externato que começava às 14h.
Com dez anos mudei de casa e fiquei triste pois ali, sempre tinha um quintal e podia brincar um pouco num prédio tudo isso iria acabar.
A partir daí comecei a não conseguir ter sucesso nos estudos pois com a mãe fora de casa todo o dia eu quando chegava das aulas tinha que fazer os trabalhos que a mãe tinha destinado, tinha que fazer tudo o mais perfeito porque senão apanhava tareia, desde me puxar pelos cabelos, até com facas me chegou a atirar.Não sei se seria do cansaço,mas eram escassos ou nenhuns os momentos de ternura entre nós e por vezes para eu chorar mais pois magoava-me bastante dizia que eu não era filha dela que tinha sido trocada na maternidade.
Não compreendia muito bem o porquê de tanta raiva contra mim, só porque não fazia bem as coisas ou porque esquecia outras, não compreendia muito bem porque é que havia mães de meninos a levá-los à escola ou a ir buscá-los e a mim os meus pais não tinham tempo,não compreendia o porque de a minha mãe ralhar comigo e dizer que eu era um estorvo quando estávamos na paragem do autocarro e o pica dizia :"só à um lugar" o único que me dispensava algum carinho e que me ensinou o caminho para a escola do ciclo preparatório foi o o meu pai e também não gostava nada que a minha mãe me batesse.
No Verão de 1980 os meus pais permitiram que frequenta-se uma colónia de férias pela igreja 15 dias em Peniche, eu nem queria acreditar, achei que a minha mãe devia estar doente ou com febre, ainda hoje recordo essas férias e outras ao Minho Que falarei noutro episódio
Com doze anos a mãe começou a trabalhar numa firma de noite e aos sábados continuava com algumas patroas eu estava mais crescidita, cada vez com mais encargos,tentava fazer tudo na perfeição, mas claro de vez em quando...tínhamos o caldo entornado.
Tantas noites chorei por estar só, tantas perguntas sem resposta(naquela altura, à pouco tempo a minha mãe disse que eu era muito má)não é a opinião dos que me conheceram nem era a do meu pai ,nem eu me lembro...
...Quando comecei a ser mais crescidinha jurei a mim própria que iria sempre tentar saber ouvir e compreender os meus filhos (se os tivesse)sem violência.

Aqui temos o Pedrinho, a Maria Flauzina e por fim o Zé caracol o mais pequenino.



Xunandinha (continua...)

Blogagem colectiva "O Melhor de Mim"




Falar sobre o melhor de mim, foi o desafio proposto pela Elaine do blog "UM POUCO DE MIM" que está festejando o seu 2º aniversário e nada melhor festejar com blogagem colectiva.
Não devo ser a única pessoa a achar que é difícil falar de nossas qualidades, mas vou tentar.
bom defeitos tenho muitos mas uma das coisas que gosto em mim é que mesmo mal disposta ,consigo brincar e rir, ADORO DAR BOAS GARGALHADAS, amo de paixão brincar como as crianças fazer macacadas,gosto de fantasias, numa brincadeira com crianças sou capaz de fazer o papel mais ridículo que possam imaginar.(por vezes à base de comprimidos).
Há, mas o que verdadeiramente me realiza é o dar sem receber.
Amo sem fim e sem eu própria saber a explicação para tanto prazer o trabalho voluntário,até porque um dos meus sonhos seria partir numa missão humanitária se não tivesse família formada, outro era adoptar uma criança com necessidades independente de cor ou raça, mas isso é só para pessoas da alta , eu sou simples tenho amor e uma vida normal mas não sou empresária.
A minha vida hoje em dia é pacata, faço voluntariado numa escola que é a menina dos meus olhos, foi lá que me receberam à 6 anos de braços abertos,quando a minha filhota entrou para a pré, agora ela saiu para o 2º ciclo, mas eu vou continuar.
Pouco mais à a dizer de bom só que sou muito romântica, adoro fazer surpresas,adoro também viajar pelo meu País o meu sonho de viagem de este ano não se realizou até agora e tenho 100% de hipotses de não se realizar , mas quem sabe talvez para o ano...até qualquer dia Açores

Parabéns mais uma vez à Elaine pelo 2º aniversário do seu blog UM POUCO DE MIM

sábado, 18 de setembro de 2010

Feliz Aniversário Glórinha



A Glória do blog "Café com bolo" faz anos hoje e eu decidi fazer um bolo de aniversário para ela.
Muitos parabéns e muitas felicidades
Aqui vai uma rosa do meu jardim do Arripiado também para ti.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O Prometido é Devido



Já algum tempo que eu tenho uma b... e prometi que mostraria uma foto dela.
Com todas estas saídas e agora com o começo do novo ano lectivo o tempo é mais escasso, mas não esqueci e aqui estou para vos mostrar a oferta do marido e como é portátil, vai dar um jeitão, nas férias já foi passear até ao Arripiado e vai fazer muitas visitas à escola.
Era uma bomba destas que eu queria à muito tempo, pois tenho màquina de costura em casa das antigas, mas não dá para levar para lado nenhum.
Espero que tenham gostado da minha BOMBA DA SINGER,bom agora tenho que ir preparar o 2ºcapitulo da história da minha vida.

domingo, 12 de setembro de 2010

Finalmente regressei de férias



Acabou-se a papa doce, que é como dizer que acabaram as férias!
Para o ano se Deus quiser há mais.
Correu tudo muito bem, depois mostro algumas fotos por onde andei.
A partir de segunda vão começar certas rotinas, digo certas porque a minha filhota só começa a escola 27 de Setembro, porque a escola se encontra em obras. bjs.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Mini-Férias




Parece mentira, mas não é ,acabei de chegar de férias e já estou de partida.
Na verdade a ausência será por pouco tempo, mas não poderia deixar de rumar a Santiago em Ano Santo.
Sexta feira estou de volta, pois tenho que estar ao lado de duas pessoas que são muito importantes para mim.
Até lá divirtam-se e tenham uma boa semana, beijos



quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Algumas aventuras nas férias

Esperando que os bombeiros jantassem, para retomarem as viagens entre as duas margens, olhando a outra margem com bastante impaciência, afinal ao fim de 50 anos ía conhecer o José Cid( se eu soubesse nadar...confesso que cheguei a pensar...)








Já íamos para casa quando ouvi José Cid a cantar, o meu filho e o meu marido disseram:- Achas? O homem vinha para aqui e era para ti!
Danada esperei 90 minutos tempo dos bombeiros jantarem e voltarem a transportarem as pessoas para a outra margem -Tancos.
Quando lá cheguei havia musica do José Cid Gravada ao vivo eu comecei a tremelicar, mas perguntei a uma senhora de um quiosque que estava a vender bolos:
-A senhora por gentileza,(e os meus dois homens a trás a gozar)sabe quem vem actuar?- Sei sim menina são esses senhores que estão nessa mesa a jantar,agradeci, virei-me e falei alto, oh! não é o José Cid!!!!!!!!!!!
Bom a minha filhota tentava pôr água na fervura ,então mas parecia ele até estava a falar com o publico, o irmão e o pai ajudava´então não se via logo que havia pouca gente ao pé do palco, ...retaliava a pequena...é deixem a mãe!- Daqui não dá para ver para o outro lado ... Olha que eu e o pai vimos bem, dizia o adolescente para a irmã ...enfim eu fui enganada por um cd gravado ao vivo...até levava um bloco e esferógrafica para um autografo.

No final e já no Arripiado, rimos e comemos as pipocas todas.


,





Pois é minhas lindas,

O velho barquinho que faz a viagem aos turistas para visitarem o castelo de Almourol todos os anos no dia das festas dos santos padroeiros do Arripiado(SºMarcos) e de Tancos (NªSªPiedade)15-08 acompanha a procissão e a bordo traz uma banda filarmónica,enquanto noutra embarcação segue alternado ano sim ano não ,ora o Santo que visita Tancos, ou a Santinha que visita o Arripiado.Este ano foi S.Marcos a visitar o outro do lado do rio, ao final do dia o santo peregrino regressa à sua Aldeia e é acompanhado em procissão até à Igreja, Quanto ao barquinho azul regressa ao porto e atraca à espera talvez ....de mais meninos de Lisboa de uma determinada escola e com ...


quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Um Provérbio para cada dia do Mês



Pois é estou de regresso com os meus provérbios, tenho muitas novidades, mas algumas não poderei postar não teriam interesse, são maleitas minhas..mas adiante, recebi uma b, que vou postar a foto dela aqui, mas não agora tá?

01-09-10 A beleza está nos olhos de quem vê.
02-09-10 A amizade não tem preço.
03-09-10 A brincar se dizem muitas verdades.
04-09-10 A cão mau, corda curta.
05-09-10 A carapuça é para quem a enfia.
06-09-10 Ao bem busca-o e ao mal espera-o.
07-09-10 Quem vive em paz dorme em descanso.
08-09-10 Anda-se toda a vida a aprender e morre-se sem saber.
09-09-10 A culpa morreu solteira.
10-09-10 A corda quebra sempre pelo lado mais fraco.
11-09-10 A esperança é a ultima a morrer.
12-09-10 A exepção faz a regra.
13-09-10 A falar no diabo e ele a aparecer.
14-09-10 A cavalo dado não se olha a dente.
15-09-10 A necessidade aguça o engenho.
16-09-10 A fome é o melhor tempero.
17-09-10 A gratidão é a memória do coração.
18-09-10 A ignorância do bem é a causa do mal.
19-09-10 A ignorância é má conselheira.
20-09-10 A mentira corre mais que a verdade.
21-09-10 A morte não escolhe idades.
22-09-20 A natureza dá a vida, mas a vida ensina a viver.
23-09-10 A mulher e a sardinha querem-se da mais pequenina.
24-09-10 A natureza ensina a falar e a razão a calar.
25-09-10 A passo e passo, anda-se por dia um bom pedaço.
26-09-10 A falar é que a gente se entende.
27-09-10 A noite é boa conselheira.
28-09-10 Ao amigo e ao cavalo, não aperta-lo.
29-09-10 O coração tem razões que a própria razão desconheçe.
30-09-10 À noite todos os gatos são pardos.

Conversas , ideias , trocas com xunandinha: father and son - cat stevens [lyrics]

Conversas , ideias , trocas com xunandinha: father and son - cat stevens [lyrics]