sábado, 16 de junho de 2012

4ªFase-Questionamento

Esta é a 4ª Fase de uma blogagem coletiva que começou por encantamento,desencanto,esperança e agora vamos brindar com a 4ºfase


Questionamento--15-06-12
...Minha blogagem tem toda a ver com as várias fases,um primeiro amor uma desilusão ,a questão do porque eu?
Hoje com mais um pouco de meio século de vida ,questiono, nasci para quê?
Quando uma criança nasce e sente-se amada ela vive feliz e só vê amor, de pais de avós, de tios, primos,família,sim houve isso tudo,mas volto a questionar,pais que vivem para o trabalho,tios que só o são por ser, primos que alguém os teve de ter...
Aprendi desde os 5 anos a ficar sentada no chão à espera da D.Rita a cozinheira do parque das Necessidades em 1965, que chegaria por volta das 7,30, era o sitio em que ficava todo o dia. Aprendi também que se no autocarro só havia um lugar e nós éramos duas, ouvia logo da boca de minha mãe que eu era um estorvo.
Quando vinha cansada e a vida lhe corria mal,lá vinha o santo protetor,meu pai que acordava com os berros de minha mãe,sempre havia algo de mal,até poderia ser ter molhado o chão com água do alguidar onde desde tenra idade me lavava e depois lavava as cuecas e meias.
Questiono,para que nasci,se era tão má filha e se o pó não ficava bem lá vinha uma puxa dela de cabelos,se fugisse seria pior ou apanhava mesmo ou atirava facas, se o meu pai estava,
a coisa não chegava a tanto,pois o meu pai não admitia isso.
Quantas vezes me foi dito que não era minha mãe? que não me viu nascer poderia ou não ser filha dela.
Quantas vezes questionei se teria sido adotada,mas porquê,se não havia amor para dar.
Cheguei a questionar ficou sem mãe com 12anos e tinha irmãos pequenos um ainda de mama, será por isso, mas contavam os irmãos que ela lhes batia muito.
Os anos foram passando e as questões continuam a rolar na minha cabeça,tive filhos e nunca lhes fiz nada do que recebi, e no entanto, um já tem a sua vida ,o outro está a fazer 19 anos,mas pensa muito nele,mas tem que criar alicerces bem fundos para ser alguém,já que foi sempre bom aluno e por um desentendimento de amor deixa de estudar. Parece que recomeçaram e vai ter mais juizo.Tenho a minha caçula de 12 anos,muito preocupada e muito atinada,mas sofre de me ver sofrer,isso eu tenho de defender.
Continuo a questionar o porquê de eu continuar a sofrer,o porquê de continuar a sofrer pela minha mãe,que mesmo com bastantes limitações,acha que eu tenho obrigações,sou um saco de lixo como sempre o fui,tudo o que digo faz o contrário,tenta controlar a minha vida,mesmo lhe sendo detetado demência,que até eu já começo a por em causa.Eu continuo a questionar como pode o ser humano ser tão cruel, quando passa a vida em igrejas ,santinhos, e sei lá mais o quê,
No meio de tantas questões,ponho em causa o meu equilíbrio, eu amo o voluntariádo,gosto de ajudar o próximo,mas sofro as dores dos outros,mas isso para todos é tabu.
Começando numa sebenta e começar com questões chegamos por exclusão sofrer será minha missão,mas se é ,não está fácil de aceitar,porque eu cansei...um dia destes tenho a certeza que tudo será maravilhoso para mim...o meu pai me dará a mão e aí sim poderemos fazer os dois aquela tão saudosa pescaria.....

Peço desculpa pela minha participação,ter sido tardia, mas eu pensava que não havia mais fases,se houver mais estou nessa, se Deus quiser

1 de Abril

No passado dia 1 de Abril dei a conhecer a amigos e conhecidos  que estava em Marraquexe por pouco tempo e como não tinha passaporte inven...