sábado, 29 de setembro de 2012

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Maria-Menina-Mulher

Era uma vez uma menina chamada Maria  muito observadora e atenta,essa menina frequentava o que hoje chamamos jardim infantil,mas naquela altura  chamavam-lhe a casa do Parque.
Todos os dias a menina por volta das 6h30m lá estava sentada junto ao grande portão cheio de heras com o saco para reforçar o lanche e com montinhos de pedras que se ia entretendo até vir a cozinheira.
A cozinheira era a primeira funcionária a chegar para pôr a cozinha a funcionar.
Dona Rita assim se chamava a cozinheira,era gordinha a sua pele muito branca mas as suas bochechas estavam sempre rosadinhas,era muito meiga para todas as crianças.
Quando me via dizia sempre:-Olha a ajudante já cá está como sempre.
Depois dava-lhe a mão e lá ia-mos pelo caminho acima.
Adorava ver a D.Rita a cortar as couve,as cenouras  etc...A uma certa hora fazia uma paragem para tomar café e uma enorme fatia de pão,para mim havia leite com café e pão com marmelada,com eu a  adorava.
Quando começavam a vir as monitores lá ia-mos para sala aprender,o recreio era enorme mas não podíamos ir para certos espaços, no entanto lembro que havia um dia que ia lá uma Senhora e vestiam -nos un bibe cor de rosa às meninas e azuis aos rapazes,podíamos brincar por todo o lado e os cavalinhos de pau que eu costumava espreitar guardados numa sala, vieram para o pátio,nesse dia havia bolos e o almoço era mais refinado,embora para mim a D.Rita fosse a melhor cozinheira do Mundo.
Maria cresceu e entrou para a 1ªclasse,da parte da manhã era tudo igual só que depois de almoço atravessava o jardim sozinha para ir para a Escola Primária na rua do Possolo depois ia para casa  de uma patroa que gostava de ficar com Maria(a minha mamã) uma senhora das senhoras onde a mãe trabalhava, ou ia ter à Sampaio Bruno e aí Maria confessa que tinha muito medo,por causa das histórias que ouvia contar.Às vezes Maria perdia-se nas horas ao atravessar o jardim havia um largo redondo tapete de relva e eu adorava passá-lo a pente fino,pois as educadoras tinham levado lá todas as crianças e todas tinham achado chocolates e rebuçados,agora todos os dias para apanhar ,Maria confessa que ainda apanhou uns três,mas depois bem podia dizer as palavras mágicas que nem umzinho voltou a comer dali que estranho.
Outra coisa me fazia muita impressão e até causava mesmo medo era quando tinha que ir ter com a mãe à Sampaio Bruno,a mãe de Maria avisava sempre para não ir com ninguém, mesmo que dissesse que os pais tinham mandado,e outra coisa importante se me prometesse bonecas para eu dizer que não queria.
Um dia passava Maria pela ruela da agência portuguesa de revistas,e um homem chamou Maria,assim que ouviu falar em boneca,Maria correu com toda a força que tinha e só parou junto da mãe.
Também tinha muito medo de ir para casa sozinha,na escola diziam que a terra girava e Maria tinha um medo terrível de chegar a casa e ela não estar lá.
Maria achava que dentro da telefonia havia alguém assim como na TV.
Havia muita inocência nesta Maria mas também muita pureza ,o tempo foi passando e Maria foi aprendendo à sua custa, tudo o que fez dela uma mulher.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Obras Em Lisboa / Pinturas No Arripiado


Finalmente quase as férias a acabar, mas ainda houve tempo para pintar a casa, ficou bonita, mas deu um trabalhão tirar dos sítios a cal que ainda havia,a partir de agora vou pintar sempre a casa com tinta,porque a cal fica bonito na altura ,mas vêem as primeiras chuvas e começa a sair

Adotei Um Cão / É A Alegria Da Casa

Já à algum tempo que os meus filhos me melgavam com a ideia de terem um cão,sempre evitei até porque já tive e morreu de velhiçe,e tenho outros animais o Flasch que é um coelho anão e a Layla uma poquinha da India já velhota tive outras,mas são animais muito frágeis e não vivem mais que 3 anos embora haja excepções.
Acabei por dar comigo a fazer investigação sobre animais para adopção,pois sabendo que existem instituições com animais para doar nunca iria comprar numa loja.
Depois de muito investigar deparei-me com a foto de um cão de porte médio ,mas eu pretendia um de porte pequeno,mas mesmo assim li a sua história,que achei muito sofrida ,sem hesitar telefonei para saber se estava disponivel para adopção e no dia a seguir lá estava a familia toda para conhecer o Royce.
Assim que o entregaram  lambeu-me a cara aos miúdos dava pulinhos enfim estivemos um pouco com ele e foi amor à primeira vista,ele aceitou-nos e nós a ele ,nesse mesmo dia já veio connosco para casa.
Temos ensinado a fazer as necessidades na rua no espaço dos automóveis,claro que nós apanhamos as fezes ,aprendeu muito bem ,gosta de brincar com chinelos e peluches pequenos e é maluco por bolas ,comida nossa ,mas o veternário não quer ,só quer que coma ração.
Adorou estar no Arripiado, porque lá andava à vontade.
O meu Royce está muito feliz

Fui buscar o Royce a instituição dos animais abandonados em S.Pedro de Sintra,se lhe for possivel adote um animal,pois eles são gratos para toda a vida  bem-hajam-

Férias Caninas

Depois da leitura os olhinhos começam a fechar

À espera da companhia para a sesta
O Meu Royce
Cá está a companhia que o Royce esperava.
O ponto de vigia preferido do Royce olhar o outro lado do rio TEJO, Tancos

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Acabaram as Férias


Pois é amigos e amigas as férias ficaram para trás já algum tempo,mas tive obras na minha casa e quando cheguei só apetecia arrancar os cabelos. Agora as coisas começam a entrar no ritmo,só falta uma roupa para engomar. Durante as férias pouco saí mas fui a uma feira medieval de 3 dias que valeu a pena,aliás convido todos para o Ano tomarem nota FEIRA MEDIEVAL EM PINHEIRO GRANDE,PERTO DA CHAMUSCA PENSO QUE É A ULTIMA SEXTA,SÁBADO, DOMINGO DE JULHO DE 2013,é praticamente a 1hora 30minutos de Lisboa. Tenho mais um elemento na familia adotei um cão o Royce,veio dar alegria a esta casa,que eu ultimamente enfim...beijocas a todos um bom ano escolar para alunos pais professores e auxiliares

1 de Abril

No passado dia 1 de Abril dei a conhecer a amigos e conhecidos  que estava em Marraquexe por pouco tempo e como não tinha passaporte inven...